Sempre presente na imprensa, a Logic prova ser uma empresa séria e presente no mercado.

Quinta -feira, 5 de outubro de 2000 - Nº 6617 - © Correio da Bahia.

Empresas baianas a um passo do ISO-9000
Wladimir Cazé

Um grupo de empresas baianas de diversos setores, entre as quais as de tecnologia Plantel, Logic, Infotraining e Toner Laser, estão em fase final do processo de obtenção do certificado internacional de qualidade ISO-9000. Das oito empresas associadas ao grupo, três - a Efetiva (recursos humanos), a Squadrilar (metalúrgica) e a W e A (confecção) - já receberam a recomendação do instituto internacional BVQI para receber o certificado. Até novembro, as outras cinco empresas concluem o processo de credenciação, iniciado em conjunto há quase um ano. O grupo conta com o apoio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL) e do Sebrae, através do programa Isso é 9000, que prepara micro e pequenas empresas para as normas da certificação e permite que os custos da consultoria sejam divididos entre as participantes.

"Qualquer empresa do mundo pode implantar um sistema de qualificação para o ISO-9000", diz o consultor do grupo, Albano Moura, que acompanhou as reuniões, debates e leituras semanais do grupo durante sete meses, ensinando os procedimentos que cada empresa precisava adotar para se credenciar e apresentando as normas de qualidade do selo aos dirigentes das companhias. Moura explica que foi utilizada uma metodologia de certificação desenvolvida pelo próprio Sebrae, que trabalha com grupos de oito a dez micro e pequenas empresas. O valor da consultoria é rateado entre elas. A desvantagem da metodologia, segundo ele, é o fato de que cada empresa não recebe a atenção exclusiva do consultor. "Mas como se tratam de micro e pequenas empresas, isso não chega a constituir um problema", diz.

Com o trabalho em grupo, as empresas podem aprender com erros e exemplos umas das outras. "O trabalho em conjunto é positivo não só pelo aspecto financeiro", reflete René Bender, diretor da Logic. "O mais importante é a partilha de experiências, porque, mesmo sendo empresas de setores distintos, a convivência permitiu ouvir relatos de experiências empresariais comuns a todas elas", aponta.

Entenda o funcionamento

No momento em que a empresa decide encarar o processo de creditação, deve procurar o Sebrae e se informar sobre a formação de novos grupos de empresas dentro do programa Isso é 9000. O processo dura um ano, com reuniões semanais e uma visita mensal do consultor a cada empresa do grupo.

Cada empresa, no prazo de um ano, passa por duas auditorias, feitas por institutos credenciados pelo iInmetro. No caso do grupo de oito empresas que está concluindo o processo iniciado há um ano, o custo para implantação do sistema de qualificação variou de R$10 a R$12 mil.

A diretoria da Logic Engenharia de Sistemas, empresa do setor de tecnologia de conectividade, montagem de call-center e cursos, decidiu candidatar a empresa ao certificado ao perceber a necessidade de rever seus processos internos. "Começamos a observar que a empresa não tinha um plano de gestão muito adequado ao nosso dia-a-dia e, por isso, enfrentávamos algumas dificuldades empresariais", diz René Bender, diretor da empresa.